Corujal de Hogwarts

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Corujal de Hogwarts

Mensagem por Thea Lane em Dom Jun 18, 2017 4:56 pm


Corujal de Hogwarts

O corujal é famoso por ser o point das corujas em hogwarts. todos os dias, chegam centenas de corujas aqui que trazem e levam correspondências dos alunos e professores da escola. localizado um pouco além do salgueiro lutador, mas ainda dentro das propriedades de hogwarts, o corujal é contado como uma das torres do castelo. feita também de pedra, possui uma grande escadaria que leva os visitantes ao topo da torre. em dias de chuva e neve, muitos estudantes desprevenidos costumam escorregar e cair nas escadas. muitos já foram encaminhados a madame pomfrey devido a isto. ao chegar ao topo, depara-se com um vão em forma de arco que conduz a pessoa para dentro da torre. entrando no local, vêe-se inúmeros puleiros onde as corujas costumam passar parte do seu tempo dormindo. do outro lado da sala redonda avista-se uma pequena janela em formato de círculo que é por onde saem as corujas em dias de trabalho. de aparência rústica, chão imundo e paredes sujas, o corujal nunca foi um local para se ficar durante muito tempo. aos que vêm por aqui pela primeira vez se arriscam a dizer que o local não é frequentado por um bom tempo. com certeza existem outros lugarem em hogwarts melhores do que este.
avatar
Comportamento :
100 / 100100 / 100
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Corujal de Hogwarts

Mensagem por Medraut H. K. Kalashnikov em Ter Ago 01, 2017 7:02 pm

SORRY THAT YOU HATE ME 'CAUSE I JUST WASN'T DOWN

Medraut estava acabando de colocar um pedaço de pergaminho na perna de uma coruja-das-torres e já estava tudo pronto para despachá-la. Naturalmente ele estava com a faca e duas pistolas: uma 9mm e a sua sempre leal Desert Eagle .50. É claro. Nada como uma pistola de caçar elefantes para proteção pessoal. O coice era de doer, mas Medraut já havia se acostumado.

A mensagem estava espertamente codificada. A missão estava congelada porque o seu empregador possuía o QI de uma anta com síndrome de Down. Medraut era especialista em operações undercover, mas sem saber o rosto do alvo, Radamés esperava o que? Que ele lesse mentes? Adivinhasse o futuro? Se Medraut soubesse que a missão ia ser assim, ele teria preferido enfiar um alfinete bem no buraco da cabeça do p--

Ele enviou a coruja. Bem, era o seu relatório. Se o seu cliente era tão inteligente quanto uma ostra em coma, a culpa não era dele. Tsc. Era para ser algo fácil. Entrar na escola. Matar o alvo. Sumir. Mas nãããão, o seu empregador tinha que ter a inteligência de uma calopsita com diarreia. Medraut fez uma careta de nojo.

Saber que tinha gente como ele no poder mostrava como a raça humana falhou como espécie. É por isso que ele não acredita que um meteoro venha e extingua tudo: ele torce pra isso.
◦◦◦
avatar
Ravenclaw
Ano escolar : Quarto ano
Varinha : 25cm, flexível, azevinho, corda de coração de dragão
Comportamento :
100 / 100100 / 100
Aluno da Corvinal
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Corujal de Hogwarts

Mensagem por Camilly Abdalla em Ter Ago 01, 2017 9:04 pm


Camilly apertava a capa contra o corpo enquando atravessava os terrenos da escola em direção ao corujal. Estava ventando mais do que o normal naquele dia e ela não sabia se segurava a capa ou o cabelo que já devia estar mais bagunçado que um ninho de pássaros. "Pelo menos, não tem areia por aqui..." Ela soltou uma risadinha triste se lembrando das tempestades de areia do deserto. Os primeiros dias após voltar para a escola eram sempre os mais difíceis, ainda mais que ela voltara mais cedo do que suas amigas. O dormitório estava quase deserto, não havia nada para fazer e isso deixava Camilly com muito tempo livre e a cabeça cheia de bobagens. Ela nem sabia por que estava indo para o corujal. Não podia enviar corujas e sabia que não tinha nenhuma esperando ela por lá, mas, ás vezes, ela gostava de ver as corujas voando. Elas mostravam a liberdade que ela não tinha, presa àquela vida de regras e obrigações e o temível destino... Seu glorioso destino que prometia trazer as bençãos dos deuses para o reinado de seu irmão e seu povo.

Camilly parou por alguns segundos diante do primeiro degrau da torre e soltou um longo suspiro. "Pare com isso, você sabe o que tem que fazer desde que nasceu". Ela subiu degrau após degrau, apenas sentindo o vento frio da manhã soprando em seu rosto. Camilly soltou a capa e deixou que o vento varresse seu corpo e sua mente, apenas se entregando àquele momento de liberdade. O Sol já reluzia por sobre os terrenos do castelo, a floresta, o lago... O grande deus Rá abençoando mais um dia. A garota chegou ao topo com um leve sorriso no rosto, que logo desapareceu quando ela viu quem estava ali em cima. - Ah, você. - Camilly fechou a expressão imediatamente ao ver Medraut, o garoto esquisitão que a perturbara na noite anterior e a fizera ter um péssimo sono.
avatar
Ravenclaw
Idade : 14
Ano escolar : 4º ano
Sangue : puro
Varinha : 21cm, pouco flexível, faia, pêlo de unicórnio
Cargo : Monitora da Corvinal
Localização : No momento, Hogwarts
Comportamento :
100 / 100100 / 100
Monitor da Corvinal
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Corujal de Hogwarts

Mensagem por Medraut H. K. Kalashnikov em Qua Ago 02, 2017 12:00 am

SORRY THAT YOU HATE ME 'CAUSE I JUST WASN'T DOWN

Ouve a voz de Camilly e abre um pequeno sorriso. - Olá senhorita. - ele disse, fazendo uma irônica reverência. [color:f5c6=##FF0000]- Talvez eu tenha plantado a semente da dúvida em você pelo que vejo. - era bom ver alguém questionando a solidez da realidade. Nada era como parecia.

[color:f5c6=##ff0000]- Posso perguntar o que veio fazer aqui, se não for indiscrição?- ele perguntou com um tom de voz insolente. [color:f5c6=##ff0000]- Eu vim aqui para mandar uma carta. Mas e você? - ele diz, ainda a olhando diretamente nos olhos - Veio olhar as latas de lixo para ver se o castelo se abre com você? - ele deu uma risadinha, lembrando das palavras do encontro de ambos na noite passada.
◦◦◦
avatar
Ravenclaw
Ano escolar : Quarto ano
Varinha : 25cm, flexível, azevinho, corda de coração de dragão
Comportamento :
100 / 100100 / 100
Aluno da Corvinal
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Corujal de Hogwarts

Mensagem por Camilly Abdalla em Qua Ago 02, 2017 12:25 am


Camilly rolou os olhos e atravessou o corujal, tentando ir o mais distante possível dele. Aquele garoto conseguia ser irritante em um nível inimaginável. O pior era que ela tinha que inventar uma boa desculpa para estar ali agora que foi vista, coisa que não estava nos seus planos. Ela ficou de costas para ele, observando algumas corujas que jaziam em seus puleiros esperando serem chamadas. Se ele não visse a expressão de dúvida em seu rosto, talvez fosse mais fácil mentir. - Eu... Eu gosto de vim aqui ver as corujas. Não tenho uma. - Ela continuou olhando as corujas, fingindo estar totalmente interessada. - Não sou como você, não reviro lixos por aí, nem estou interessada nos segredos dos outros.- A garota retrucou seca. Camilly avistou um balde em um canto que tinha algumas larvas e pequenos animais mortos, o que a fez sentir um leve arrepio acompanhado de uma expressão de nojo. Alimentá-las estava fora de cogitação. Caminhou em direção a uma das várias janelas e deixou que o vento frio lambesse seu cabelo para trás, fazendo-o cair por suas costas em uma pequena cascata negra. - Gosto da vista também. É linda... - Ela falou mais para si mesma, mas sabia que ele estava ouvindo. Dali, ela conseguia ver uma grande extensão do lago negro que reluzia com a luz do Sol, além das copas das árvores da floresta proibida que não parecia mais tão sombria como na noite anterior. Camilly soltou um leve suspiro e voltou a olhar o garoto que ainda continuava no mesmo lugar. - E também é um bom lugar para ficar sozinha. Na maioria das vezes. - Seus olhos estavam firmes nos dele, como na noite anterior. Não seria ela que demonstraria a fraqueza de desviar. - Uma carta importante? Para ter vindo tão cedo...
avatar
Ravenclaw
Idade : 14
Ano escolar : 4º ano
Sangue : puro
Varinha : 21cm, pouco flexível, faia, pêlo de unicórnio
Cargo : Monitora da Corvinal
Localização : No momento, Hogwarts
Comportamento :
100 / 100100 / 100
Monitor da Corvinal
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Corujal de Hogwarts

Mensagem por Medraut H. K. Kalashnikov em Qua Ago 02, 2017 12:38 am

SORRY THAT YOU HATE ME 'CAUSE I JUST WASN'T DOWN

Ela aprendeu uma regra do jogo: não desvie o olhar. Mas Medraut sabia as outras. - Eu não reviro o lixo dos outros. Eu só me sento e olho a lata de lixo. É ela quem revela todos os seus segredos a mim. - ele diz, enquanto a encara. - É a expressão plástica do mundo se abrindo para mim, com todos os sons dos tempos de antigamente tocando ao meu redor. Como Coca-cola numa garrafa de vidro verde - pausa - Não fazem mais dessas, infelizmente. Deve ser uma prova que toda a história da humanidade é um todos-contra-todos onde o perdedor é jogado no abismo - dito isto, Medraut fica quieto por vários segundos.

- Você quer ouvir uma piada? - Medraut diz, de súbito. - Você pode gostar dessa.
◦◦◦
avatar
Ravenclaw
Ano escolar : Quarto ano
Varinha : 25cm, flexível, azevinho, corda de coração de dragão
Comportamento :
100 / 100100 / 100
Aluno da Corvinal
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Corujal de Hogwarts

Mensagem por Camilly Abdalla em Qua Ago 02, 2017 3:36 pm


É sério que ele iria começar com aquela conversa de novo? Camilly revirou os olhos e voltou a olhar pela janela. Tudo o que ela queria era ser como aquelas corujas e poder sair voando dali. Voando em direção àquele lindo céu azul, à liberdade. No início, há 4 anos atrás, Hogwarts era uma aventura. Tudo ali a empolgava e ela ansiava em aprender mais sobre a cultura dos bruxos europeus. A saudade de casa não era tão grande, nem o peso da responsabilidade, tudo em que ela pensava era aprender todas as coisas novas e aproveitar todas as oportunidades que estava à sua frente. Agora, 4 anos depois, Hogwarts era a sua gaiola de ouro. Linda, confortável, segura... Mas não deixava de ser uma gaiola. - Você não cansa? - Ela se virou abruptamente para Medraut quando notou que ele havia parado de falar. - Não cansa de toda essa conversa sem sentido? De todo esse seu tipo estranho gótico depressivo? Tenho certeza que deve funcionar com a maioria das garotas que adoram um cara misterioso e problemático, mas comigo não. Por que, simplesmente, não me deixa em paz? Não estou interessada. - Se virou novamente para a janela. - E, quanto a sua piada, eu tenho certeza que não é uma piada e que eu não vou gostar.
avatar
Ravenclaw
Idade : 14
Ano escolar : 4º ano
Sangue : puro
Varinha : 21cm, pouco flexível, faia, pêlo de unicórnio
Cargo : Monitora da Corvinal
Localização : No momento, Hogwarts
Comportamento :
100 / 100100 / 100
Monitor da Corvinal
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Corujal de Hogwarts

Mensagem por Medraut H. K. Kalashnikov em Qua Ago 02, 2017 4:36 pm

SORRY THAT YOU HATE ME 'CAUSE I JUST WASN'T DOWN


Hm. Ela achava que ele tinha tempo a perder com algo tão ínfimo? Medraut tinha coisas mais importantes para fazer.
- Estou ofendido por achar que eu estou fingindo para impressionar quem quer que seja. - Medraut diz, com os olhos duros - Não acredito que pude ver alguma profundidade em você. - ele solta um muxoxo decepcionado, então ficando calado por vários segundos.

- V. V. V. V. V. - Ele diz sem aviso, sem olhá-la diretamente - - Vi Veri Venuversum Vivus Vici. - ele recita como se estivesse sozinho. Camilly o decepcionara incrivelmente. Não tinha graça conversar com ela se ela acreditava que ele simplesmente fingia para impressionar A ou B. Medraut era um sociopata: não é que ele odeie a sociedade e as pessoas que a compõem. Ele simplesmente não se importa o suficiente para odiar. Ele estava quase dando importância a Camilly, lapidando-a. Ia ser bem divertido, mas ela não viu a piada. Ela não entendeu a pida porque não a viu. Só ele viu a piada, por isso Medraut era o único rindo. E por ser o único a rir ele estava irrevogavelmente só. Ele soltou um sonzinho que poderia ser descrito como desprezo. "Bruxos", pensou. Acham que a magia é algo onipotente, mas quando Fome, Guerra, Peste e Morte começarem a correr pelo mundo com seus cavalos, Medraut riria de todos eles, sem exceção. Ele adorava vê-los se desesperarem quando perdiam o acesso à sua adorada magia. Por que não rir? Era hilário.
◦◦◦
avatar
Ravenclaw
Ano escolar : Quarto ano
Varinha : 25cm, flexível, azevinho, corda de coração de dragão
Comportamento :
100 / 100100 / 100
Aluno da Corvinal
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Corujal de Hogwarts

Mensagem por Camilly Abdalla em Qua Ago 02, 2017 5:20 pm


Camilly apertou os dedos no batente da janela, enquanto ouvia o garoto. Quem ele pensava que era? Ele não a conhecia, não sabia nada sobre ela e se achava no direito de a julgar como se soubesse todos os seus segredos e a lê-se como quem lê um pedaço de pergaminho. - Você não sabe nada sobre mim... - Ela começou baixo, com os olhos fixos no rio. - Você não sabe nada sobre mim! - Ela ergueu o tom da voz e se virou para ele, cravando os olhos firmemente nos dele, talvez, da forma mais firme que ela já fizera na vida. - Você pensa que eu sou uma menina boba que não sabe nada da vida. Pensa que a minha vida é desfilar por esses corredores pensando nos passeios em Hogsmeade e sonhando com um par para o baile, mas eu te digo algo, senhor conhecedor de toda a verdade: você não me conhece, então não pense que sabe algo a meu respeito! Não estou interessada em suas profecias do fim do mundo, pois já tenho a minha cota de responsabilidades para me preocupar. - Camilly parou, vendo que já estava falando demais e voltou a encarar a paisagem pela janela. - Não me importo com o que você pensa de mim, já estou acostumada com julgamentos e isso não me afeta. - Ela soltou uma risada sarcástica, ainda sem olhar para ele. - E não tente me constranger com esse seu latim barato. Latim é, praticamente, minha segunda língua, junto com várias outras. - Medraut era como todos os outros, querendo julgá-la e defini-la dentro de algum estereótipo ridículo, mas Camilly era uma princesa, não seria intimidada por um qualquer. Sua posição permanecia altiva diante da janela, encarando o horizonte de forma firme. "Sempre mantenha sua postura, nunca abaixe a cabeça, nunca demonstre suas fraquezas", era isso que ela ouvia de seus pais no lugar das canções para dormir. Se Medraut pensava que ela era uma menina boba que ele confundiria e manipularia como bem lhe aprouvesse, ele estava muito enganado. E isso fez Camilly sorrir. Um sorriso discreto, como sempre foi ensinada, um sorriso mais interno do que externo. Às vezes, manter segredo não era tão ruim.
avatar
Ravenclaw
Idade : 14
Ano escolar : 4º ano
Sangue : puro
Varinha : 21cm, pouco flexível, faia, pêlo de unicórnio
Cargo : Monitora da Corvinal
Localização : No momento, Hogwarts
Comportamento :
100 / 100100 / 100
Monitor da Corvinal
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Corujal de Hogwarts

Mensagem por Inara Agnes Arwen em Qua Ago 02, 2017 5:31 pm

Quando no Corujal
...

Encostei minha cabeça na parede e prendi o riso, que situação. Era errado ouvir a conversa alheia eu sei, mas isso foi inevitável, Piet, minha coruja, está com a asa machucada e minha correspondência é urgente. O caso é: entrar e interromper a discussão, a meu ver já tinha se tornado discussão, ou dar as costas, ir embora e não enviar a carta? Isso me lembra muito os dias que estava em Londres. No escritório de uma amiga, todos os dias apareciam casais com pedido de divórcio, entre tapas, lágrimas e gritaria a única que eu conseguia observar era como o amor os havia machucado, ou melhor a falta dele. Suspirei e observei o céu, de repente ele estava tão acinzentado, talvez uma chuva cairia em breve. No fim optei por não entrar no corujal.
avatar
Grifinória
Idade : 14
Ano escolar : 4º ano
Varinha : 18cm, pouco flexível, salgueiro, pêlo de unicórnio
Cargo : Aluna
Localização : Hogwarts
Comportamento :
100 / 100100 / 100
Aluno da Grifinória
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Corujal de Hogwarts

Mensagem por Medraut H. K. Kalashnikov em Qua Ago 02, 2017 5:44 pm

SORRY THAT YOU HATE ME 'CAUSE I JUST WASN'T DOWN

Ante às palavras dela, Medraut a olhou com um misto de indiferença e tlavez um pouco de desprezo. Não, minto. Apenas indiferença. Ela perdeu a graça a partir do momento que falara que Medraut era uma farsa. Ele deu as costas a ela. Não valia mais a pena perder tempo com Camilly. Seria só uma inútil perda de tempo. Chata. Tediosa. Como ela.

Ele deu as costas a Camilly. Ela poderia ser o que ela fosse, mas Medraut agora a via como via a maioria das pessoas: não como insetos que são esmagados sem a menor emoção, mas como um pequeno animal. Quer viver a própria vida, seguindo a linha: crescer, se reproduzir, morrer. A Santíssima Trindade da vida biológica. Por mais que as palavras de Medraut tenham chegado nela (do contrário, por que ela reagiria dessa forma?), não havia mais graça. A comédia morreu. As cortinas se abaixaram com uma ou duas risadas de pena do palhaço triste e sem graça, que agora tira a maquiagem do rosto e vai chorar no banho. Ela que mantivesse seu orgulho vazio: que o colocasse numa vitrine de vidro, talvez ele brilhasse em cores bonitas com as luzes do Juízo Final. Camilly vivia como gado: aceitava passivamente, bovinamente o que lhe era dado para comer até o dia do abate. Isso lembrou a ele uma frase que ele não lembra onde leu ou quem disse: "Se os porcos pudessem votar, o homem com o balde de comida sempre seria eleito, não importando quantos porcos ele já tenha abatido no estabelecimento ao lado". Era assim que Camilly vivia e achava que estava feliz.

Medraut viu a verdadeira face do novo mundo. Ela poderia pensar que a humanidade é eterna, mas não é. Mesmo um dia eles morreriam e Medraut riria mais do que nunca, pois até no Dia Depois do Fim dos Tempos ela não ia entender a piada. Entendeu? A humanidade é a piada. Camilly se achava algum tipo de deusa, alguma senhora suprema enlatada presa numa prateleira de mercado esperando uma promoção para poder ser comprada e, quando a lata for aberta, de lá sair a salvadora da humanidade, com soluções para todos os problemas.

Medraut não gostava de soluções enlatadas. O gosto era pior que o da comida inglesa.

Ele ria, mas ficava triste quando se lembrava que era por causa de gente orgulhosa e vazia como Camilly que a humanidade estava morrendo de raiva, enquanto gente como Medraut se limitava a limpar a espuma da boca do cachorro. Mas aí ele se lembrava que em breve nada disso importaria, pois quando os mísseis tivessem sido disparados e ele estivesse em pé sobre os três milhões de mortos pelo fogo atômico, a humanidade teria alcançado o seu maior sonho, seu maior objetivo desde que fora criada: a própria extinção.

E então ele riria mais uma vez. Só, como sempre. Pois só quem entendeu a piada que era a humanidade conseguiria rir na manhã que viria depois do Armageddon.
◦◦◦
avatar
Ravenclaw
Ano escolar : Quarto ano
Varinha : 25cm, flexível, azevinho, corda de coração de dragão
Comportamento :
100 / 100100 / 100
Aluno da Corvinal
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Corujal de Hogwarts

Mensagem por Camilly Abdalla em Qua Ago 02, 2017 6:00 pm


Ótimo, agora ele estava em silêncio e, se Camilly fechasse os olhos, poderia fingir que ele não estava ali. Mais do que isso. Se ela fechasse os olhos, poderia sentir o cheiro do Nilo no ar... Os grãos de areia fazendo cócegas no seu nariz... O som da música em seus ouvidos... Uma coruja passou voando ao seu lado e a tirou de seus devaneios. Não importava o que ela sentisse, deveria seguir seu destino e fazer o que era para ser feito. Era isso que sua mãe e seu irmão esperavam dela e era isso que honraria a memória de seu pai e seus antepassados. Camilly lançou um pequeno olhar na direção de Medraut. Um olhar totalmente inexpressivo. Para ela, ele era mais um dos que a olhavam por fora e já definiam o que ela deveria ser, simples assim. Não tinha nada a dizer a ele e também não queria que ele recomeçasse com suas histórias sobre latas de lixo e destruição da humanidade. Poderia ser egoísmo, mas Camilly já se sentia com um peso grande demais para carregar, os outros deveriam carregar seus próprios pesos também. Com isso, ela virou as costas para a janela, para o garoto esquisito e para todos aqueles pensamentos e saiu do Corujal. Nunca seria livre como as corujas e nunca se livraria de sua gaiola. Quanto mais rápido aceitasse isso, seria melhor. Para quem, ela não sabia, mas seria melhor.
avatar
Ravenclaw
Idade : 14
Ano escolar : 4º ano
Sangue : puro
Varinha : 21cm, pouco flexível, faia, pêlo de unicórnio
Cargo : Monitora da Corvinal
Localização : No momento, Hogwarts
Comportamento :
100 / 100100 / 100
Monitor da Corvinal
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Corujal de Hogwarts

Mensagem por Medraut H. K. Kalashnikov em Qua Ago 02, 2017 7:05 pm

SORRY THAT YOU HATE ME 'CAUSE I JUST WASN'T DOWN

 - Hm? - Medraut diz, surpreso, ao ver uma coruja vindo na direção dele. Era estranho. Radamés demorava dias , às vezes semanas, para mandar uma resposta. Quando a coruja aterrisou, ele tirou o pergaminhopreso à perna dela e leu. Não havia assinatura. Hm. Interessante.

 Pegando uma caneta esferográfica comum, tinta preta, ele começou a escrever:

 "Não luta. Isso porque destino é uma ilusão que as pessoas criam quando é interessante para elas manter outras (ou a si mesmas) presas a um futuro dito inevitável quando isso não existe. Você só precisa comer, respirar e dormir. Todo o resto é opcional. Só há um destino certo para todos: a morte. Todos vão morrer e este é o único fato 100% verdadeiro e palpável, tão autêntico quanto o ar e o fogo que queima se você ficar perto demais dele. O destino é uma ilusão conveniente que muitos caem. Não existe destino. Só pessoas que não conseguem lidar com as consequências de se rebelarem."

 Ele terminou de escrever nas costas do mesmo pergaminho, enrolou-o na perna da coruja, que pelo visto já sabia que deveria devolvê-la ao remetente. Bicho esperto. Sem pensar em nada específico, Medraut saiu do corujal, assobiando uma música dos Beatles:

 "Please allow to introduce myself: I'm a man of wealth and taste..."

 Iria para a biblioteca. Ver se tinha algo decente lá, como O Conde de Monte Cristo, Frankenstein, algo sobre a mitologia arthuriana, qualquer coisa que valha a pena e não seja tão somente um monte de baboseira com aquela magia idiota que ele aprendia na escola e que usaria no mundo bruxo.
◦◦◦
[/color][/color]
avatar
Ravenclaw
Ano escolar : Quarto ano
Varinha : 25cm, flexível, azevinho, corda de coração de dragão
Comportamento :
100 / 100100 / 100
Aluno da Corvinal
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Corujal de Hogwarts

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares
» O corujal de Hogwarts
» Real Hogwarts(Online)
» HWO Hogwarts World Online
» Herdeiros de Hogwarts II
» Sobre Hogwarts

School of Magic & Witchcraft :: Castelo de Hogwarts :: Terrenos do Castelo

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum